Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades de emigração...

por chocochino, em 03.03.13

Há 8 anos atrás quando emigrámos para a Irlanda todos os nossos amigos e familiares se interrogavam porque razão queríamos emigrar se existia emprego em Portugal. Tratar de todos os documentos necessários para a inscrição na Ordem dos farmacêuticos da Irlanda (PSI) demorou uma eternidade porque ninguém sabia como processar os documentos necessários e nos perguntavam igualmente se não havia emprego em farmácia em Portugal. Depois começamos a trazer os relatos da experiência, da vida por lá e dos ordenados e a estranheza começou a dar lugar à curiosidade.

 

Há 3 anos quando nos decidimos a partir para a China, no início do período da recessão por toda a Europa, os comentários de que éramos malucos em querer ir dar aulas de inglês para o outro lado do mundo eram constantes, principalmente porque tínhamos emprego e casa na Irlanda. Depois começamos a partilhar experiências das aulas e aventuras pelo país através de mails e blogs e a estranheza desta vez continuou mas suscitou alguma curiosidade e muita atenção.

 

Mais tarde quando regressámos a Portugal a estupefacção com as nossas escolhas mantinha-se: "O quê, querem voltar para Portugal? Estão malucos! Vão-se mas é embora!". Desta vez ao contrário do esperado não se tratavam apenas de comentários de velhos do restelo e o regresso revelou-se mais complicado do que o esperado.

 

Quando parti para Inglaterra, em mais uma etapa internacional, a estupefacção foi inexistente e o apoio generalizado, talvez o espelho do estado da nação: O último a sair que apague a luz... Tratar de todos os documentos foi de uma simplicidade inesperada e todos os departamentos e instituições estavam mais que familiarizadas com o processo de emigração de farmacêuticos.

 

Agora, 6 meses passados, tenho sido surpreendido por inúmeros contactos de colegas farmacêuticos de várias gamas etárias interessados em saber mais sobre a minha experiência profissional em Inglaterra e na Irlanda e alguns também curiosos com o percursos pela China.

 

Assim para todos esses afectados por esta mudança de vontades de emigração aqui fica um apanhado das dúvidas gerais que me têm colocados sobre ser farmacêutico em Inglaterra:

 

- Cada vez existe mais competição e o número de vagas disponível diminui, sendo particularmente mais difícil para quem não tenha experiência. Estando também a abertura de novas farmácias a diminuir.

 

- Farmácia comunitária, designações de postos:
 * Superintendent pharmacist - Responsável técnico por várias farmácias numa cadeia
 * Pharmacy Manager - Director técnico de uma farmácia (é o que faço de momento)
 * Support Pharmacist - Segundo farmacêutico numa farmácia onde existe um Pharmacy Manager
 * Relief Pharmacist - Farmacêutico que cobre dias em diferentes farmácias dentro da mesma cadeia de farmácias (normalmente requerem viatura própria)
 * Locum - Farmacêutico empregado por conta própria que cobre dias em diferente farmácias

 

Com a excepção de farmácias muito movimentadas é comum apenas existir um farmacêutico por farmácia (3 farmacêuticos cobrem todos os turnos de uma farmácia de 100hs)

- Inscrição na Ordem do Reino Unido (GPhC)
 * http://www.pharmacyregulation.org/registration/registering-pharmacist/eea-qualified-pharmacists
Os requisitos podem parecer complexos mas até que não são:
      + Na nossa ordem tratam de 2 dos papeis e enviam-nos em ingles directamente para a GPhC.
      + O diploma se estiver em latim pode ser um pouco mais dificil mas só é necessário arranjar um tradutor e enviar a tradução.
      + A cópia do passaporte tem de ser autenticada por um advogado registado no Reino Unido mas existem alguns em Portugal com esses requisitos a embaixada pode providenciar os contactos.     
      + Certidão de nascimento já vem em inglês.
      + E acho que além disto só falta uma fotografia assinada por alguém que certifique que somos nós.
Todo o processo, incluindo o 1o ano de quotas fica em cerca de 500€

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:54


1 comentário

De Jorge Silva a 30.08.2013 às 17:54

Hi! – Nice Post!
I agree whith You, namely the way it runs ad can afect each one of us nowadays couse of growing unemployment….
Im very interested in this subject, namely because i would like to know more and more info about working across borders, becouse we never know if it really can be the better for us! ad even ifwe feell it, we must be sure of the country and working conditions befre we go to work abroad! thats some info i found in www.getjobabroad.blogspot.com
Get Your Job Abroad – Search and Find Job abroad – Find out how we can search, submit, analyse, find and get job offers to work abroad! Simple steps can get big opportunities for people who want to work in others countries! Be my guest! – and never forget about searching and searching again before going abroad! oportunities are all aroun us, we just have to, consciently, take good advantage of them!
never give up, always on the run!
good luck everyone!
Cheers my Friends!
JJ

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D