Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dar novos mundos ao mundo... ou ao farmaceutico portugues

por chocochino, em 23.01.16

Ser farmacêutico em Portugal não é novidade que não é fácil nos dias que correm. Embora a questão de não ser fácil possa ser bastante subjectiva e uma questão de perspectiva e expectativas... se eu nunca tivesse emigrado e tivesse mantido o emprego em que estava, na altura da decisão, estaria actualmente perfeitamente satisfeito com a situação, e não tendo ponto de comparação com outra realidade talvez me sentisse realizado profissionalmente... ou não...

 

Agora o propósito deste post: semana após semana recebo emails de colegas com perguntas sobre ser farmacêutico em Inglaterra e na Irlanda, mas esta semana foi um comentário a perguntar sobre "ser farmacêutico no Canadá" o que para o qual embora não tenha experiencia pessoal onde possa assentar as minhas opiniões não é um assunto completamente inositado e é algo que cheguei a considerar no passado.

 

Trabalhar como farmacêutico fora de Portugal não se restringe apenas a Inglaterra e Irlanda embora estas sejam as opções mais obvias e fáceis de alcançar:

- Situam-se no espaço comunitário o que facilita a movimentação de pessoas e profissionais assim não há a questão de vistos de trabalho e passaportes

- Estando novamente dentro do espaço comunitário facilita a obtenção de equivalência de curso e inscrição nas ordens locais

- A língua inglesa acaba por ser a segunda lingua que a maioria das pessoas melhor domina

- Ambos os países ficam a pouco mais de 2 horas de avião

- E obviamente os salários e perspectivas de carreira são melhores do que em Portugal

 

Agora outros destinos que considerei num passado não muito longínquo e onde não é invulgar contratarem farmacêuticos internacionais (embora na maioria dos casos prefiram britânicos) e as perspectivas financeiras e/ou de carreira são atractivas

- USA

- Canadá

- Austrália

- Nova Zelandia

- Hong Kong

- Singapura

- Malásia

- Arábia Saudita

- Qatar

- Angola

 

Em todos estes casos a obtenção de vistos de trabalho é/pode ser um desafio.

Nos casos de Canadá, USA, Austrália e Nova Zelândia a inscrição nas ordens locais pode ser um processo moroso e normalmente envolvendo vários exames de teor clínico e legal. E antes de se poder começar a exercer como farmacêutico existe um período de estágio de 3 a 12 meses de parca ou nenhuma remuneração. Resultando que uma mudança para estes países representa um elevando investimento monetário e emocional pois requer uma grande certeza de se querer ir por vários anos e não apenas pela aventura ou a experiencia

Países como Hong Kong, Singapura, Arábia Saudita ou Qatar podem ter vias de acesso mais facilitadas para membros da GPhC e serão mais destinos de aventura e fora do normal para quem quer assentar e criar raizes.

Angola é algo mais especifico para os portugueses mas que já teve mais procura e foi mais atractivo financeiramente do que actualmente mas pode ainda ser uma alternativa.

 

Agora voltando ao comentário em que me pediam informação especifica sobre o Canadá, aqui fica uma vista geral (ou melhor links) sobre o processo de inscrição na ordem (que no Canadá depende do estado onde se pretenda exercer):

Entidade reguladora: Pharmacy Examining Board of Canada (PEBC) (www.pebc.ca)

O processo para pharmaceuticos internacionais: http://www.pebc.ca/index.php/ci_id/4910/la_id/1.htm

Um artigo do Pharmaceutical Journal sobre o processo de inscricao: http://www.pharmaceutical-journal.com/publications/tomorrows-pharmacist/how-to-gain-registration-as-a-pharmacist-in-canada/11089510.article

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05

O que custa o custo de vida em Inglaterra

por chocochino, em 08.01.16

A segunda pergunta mais frequente que recebo depois de "como é que faco para trabalhar como farmaceutico em Inglaterra" tem de ser em relacao ao custo de vida.

Obviamente tudo dependo do local do pais e do estilo de vida que se pretende... tal como em Portugal, mas existem coisas que sao comuns ou que se podem investigar depois de se ter uma ideia para on se vai.

- Habitacao:

Se nao se tem ninguem conhecido disposto a oferecer alojamento existem algumas opcoes com diversas variedades de conforto e para diferentes bolsas:

- Alugar uma casa ou apartamento - ter em conta que geralmente nao vem mobilada e adicionalmente ao custo da renta também é da conta do inclino pagar as contas de água, gás e electricidade e o "City Council Tax" de depende da zona do pais e da propriedade mas que anda á volta das £100 por mes

sites:

http://www.rightmove.co.uk/ - compra e aluguer

http://m.zoopla.co.uk/ - compra e aluguer

https://www.gumtree.com/ - site de classificados

 

- Alugar apenas um quarto - é uma opcao muito mais economica mas obviamente com menor privacidade. Normalmente o preco inclui todas as despesas.

http://uk.easyroommate.com/

http://www.houseshare.com/

 

Para os primeiros tempos pode-se sempre recorrer a hoteis e B&Bs

- Hoteis

http://www.booking.com

-B&B

https://www.iknow-uk.com/

 

Ou para que tem esse espirito de aventura há sempre a hipotese do couchsurfing para os primeiros tempos

https://www.couchsurfing.com/

 

- Alimentacao

 

Este ponto é obviamente muito dispar e depende do que se pretende. Ficam aqui apenas links algumas cadeias de supermercados para pesquisar os precos dos produtos e sites de comparacao de precos

http://www.asda.com/

www.tesco.com

http://www.mysupermarket.co.uk/

 

- O resto

 

Claro que nos primeiros tempos tudo tem de ser comprado de novo... desde colcao, a sofas, a torradeira, escovas de dentes... e por pouco de dinheiro que custem algumas coisas tudo somado já representa um bom investimento. Nos hipermercados pode-se encontrar todos os essencias mas existem outras opcoes:

- www.ebay.co.uk/ - para produtos em segunda mao e nao só

- https://uk.freecycle.org/ - podem-se obter vários tipos de produtos gratuitament

- www.argos.co.uk/ - uma cadeia de lojas onde se compra produtos a partir de um catálogo. Geralmente a precos bastante atractivos. Practicamente todas as cidades em Inglaterra teem pelo menos uma destas lojas.

 

- Transportes

 

Aqui existem as alternativas do costume: autocarros, comboios e taxis

Os autocarros tendem a ser sempre o meio mais economico e os comboios podem ser dispendiosos. Um grande diferenca em relacao a Portugal é o facto de o precos dos bilhetes de comboio variar dependendo da altura em que se compra (semelhante aos bilhetes de aviao)

 

http://uk.megabus.com/

http://www.nationalrail.co.uk/

 

Em geral estes sao os custos mais prementes para quem emigra. Em relacao a restaurantes, bares, vida noctura e hobbies vai-se descobruindo com o tempo

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D